Uncategorized

Soluções em Internet das Coisas para a nova gestão do Rio de Janeiro

Quando pensamos e discutimos a Internet das Coisas e tudo que ela irá mudar nas cidades e na vida das pessoas, encontramos um mundo de oportunidades e possíveis soluções aos mais diversos problemas.

E para falar e entender os problemas que a cidades enfrentam no seu dia-a-dia, ninguém melhor do que uma empresa como o IPLANRIO que é responsável pela administração dos recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação da cidade do Rio de Janeiro.

Convidados novamente pela Srta. Lillian Rocha, Supervisora de Inovação e Soluções Corporativas do IPLANRIO para falar sobre qual o papel da Internet das Coisas na construção das Cidades Inteligentes, a Phygitall Soluções em Internet das Coisas apresentou, não só, seu conceito de Rede IoT, mas também, demonstrou o que vem desenvolvendo junto com algumas startups do Programa Startup Rio do Governo do Estado.

Fizemos um post especial em dezembro com toda as soluções que estão sendo desenvolvidas com as startups, veja aqui!

Neste post, apresentaremos algumas das soluções que foram apresentadas aos Diretores e Gerente de projetos de inovação do IPLANRIO que atuam com iniciativas de pesquisa e desenvolvimento dentro do próprio LINC – Laboratório de Inovação Colaborativa da empresa.

 

Palestra sobre Internet das Coisas e as Cidades Inteligentes no IPLANRIO
Palestra sobre Internet das Coisas e as Cidades Inteligentes no IPLANRIO

 

Lucio Netto, iniciou a reunião informando que a Phygitall é uma Startup de tecnologia apoiada pelo Governo do Estado através do programa Startup Rio. Logo após apresentou seu projeto de desenvolvimento da 1ª Rede de Internet das Coisas do Brasil prevista para cobrir toda a cidade do Rio de Janeiro até o fim de 2017.

Buscando trazer soluções que possam ser aplicadas já na nova gestão de governo da prefeitura do Rio de Janeiro, Lucio Netto – BizDev e Gustavo Nascimento – CEO da Phygitall, apresentaram soluções possíveis e de fácil implementação pelos núcleos de tecnologia da empresa ou que atendam as demandas mais imediatas de cada secretaria.

Secretaria de Ciência e Tecnologia

Gustavo Nascimento, sobre aplicações para a Secretaria de Ciência e Tecnologia, apresentou a Smart Citizen, organização sem fins lucrativos, semelhante a The Things Network, que atua em algumas cidades pelo mundo, como Barcelona, Amsterdã e outras. A Smart Citizen criou uma eletrônica básica para um sensor multi-uso, pensada e voltada para a população e estudantes. Tem um carácter educacional, se propondo a trazer inteligência ao ambiente urbano espalhando sensores pela cidade e melhorando a captação de dados a partir desses módulos.

 

Internet das Coisas e o projeto Smart Citizen

Na ciência e educação

Para as universidades e instituições de ensino superior do Rio de Janeiro, a Phygitall trabalha na conscientização dos estudantes e pesquisadores, do grande valor que é ter um gateway que transmita os sinais da tecnologia LoRa, permitindo o avanço de pesquisas e o desenvolvimento de aplicações tecnológicas usando essa infraestrutura e desenvolvendo o ecossistema de soluções dentro dos espaços acadêmicos. 

Na Educação 

Um case bem bacana é o RUTE em que um grupo de professores brasileiros desenvolveram módulos eletrônicos de baixíssimo custo com peças recicláveis para estimular o aprendizado básico das crianças na área de eletrônica e automação através de atividades lúdicas. É possível no futuro que esses módulos utilizem a tecnologia LoRa, podendo ser conectados nas escolas e em suas casas.

 

Internet das Coisas e os módulos eletrônicos com peças recicláveis da RUTE.

Secretaria do Meio Ambiente

Com a tecnologia LoRa será possível desenvolver sensores e micro estações climáticas que coletam dados e índices de poluição sonora ou mesmo do ar (Co2), além de coletar dados do nível de Poluição em rios e lagoas. Seu baixo custo, possibilita espalhar pela cidade uma grande quantidade de sensores que aumentarão a coleta de dados e consequentemente, melhorarão a precisão dos índices térmicos e de meio ambiente. Isso irá melhorar a análise dos dados e impactos causados pela atuação do homem em determinados pontos da cidade que permitirá a atuação preventiva e corretiva melhorando a qualidade de vida das pessoas.

 

Internet das Coisas e as soluções para o meio ambiente nas grandes cidades.

Secretaria de Conservação e Urbanismo

Foram apresentados, na reunião, os bueiros inteligentes e as lixeiras inteligentes, que foram implantados na no projeto do Porto Maravilha. Hoje, o que impede essas soluções de estarem disponíveis pela cidade é a falta de conectividade e de eficiência energética. Problemas que nós da Phygitall temos como resolver através da Rede LoRa de Internet das Coisas.

Além dos sensores de nível em rios – controle de enchentes e de irrigadores que não só irão gerar economia de água, mas também, poderão ser acionados automaticamente a distância.

 

A internet das coisas melhorando os ambientes urbanos.

Secretaria de Segurança 

Com a rede de IoT implantada, será possível instalar por toda a cidade, sensores de tiro e sensores de iluminação que detectam a presença das pessoas e aumentam ou reduzem de intensidade de acordo com a aproximação. Além de sensores que informam a viatura da guarda-municipal ou polícia militar mais próxima, prevenindo e evitando a depredação de estátuas e monumentos, além de melhorar a segurança e bem estar na cidade.

Secretária de transportes 

Monitorar e rastrear os veículos públicos é uma função de grande interesse dos órgãos públicos, diminuindo os custos existentes hoje com rastreadores que utilizam redes móveis. Os sinais de trânsito e os letreiros informativos também estarão conectados e poderão ser gerenciados a distância e atualizados remotamente.

Para as vagas de estacionamentos públicos, já existem soluções para detectar vagas disponíveis e permitir que os motoristas reservem ou comprem os tickets de estacionamento via aplicativos móveis. Além de permitir o pagamento via internet direto pelo celular.

 

A Internet das Coisas permite o rastreamento de veículos com baixo custo.

Secretaria de Turismo

Nos parques da Disney os visitantes podem utilizar um wearable: uma pulseira chamada Magic Band Disney, que dá direito ao acesso de brinquedos, permite pagar as compras realizadas nas lojas e praças de alimentação, além de acesso aos quartos dos hotéis Disney.

Sabendo que muitos turistas, quando chegam em uma cidade diferente, encontram muita dificuldade em lidar com o dinheiro estrangeiro, podemos criar a própria pulseira inteligente do Rio de Janeiro e assim conseguir dados e informações que permitiriam melhorar os serviços turísticos da cidade.

 

A Internet das Coisas irá melhorar os serviços aos turistas.

Coordenação de governo

Imagine uma plataforma online que integre as informações levantadas e monitoradas em todas as frentes e áreas conectadas a uma rede de Internet das Coisas, tais como: monitoramento de veículos, índices de poluição sonora ou do ar (Co2), nível de poluição em rios e lagoas, controle de iluminação pública e sinais de trânsito, entre outros.

A Phygitall está desenvolvendo essa plataforma que permitirá analisar facilmente os dados gerados pelos milhares de sensores espalhados pela cidade, isso trará maior precisão de coleta e análise de dados, gerando melhores resoluções na tomada de decisão por parte dos gestores e administradores públicos.

A Phygitall e as Soluções para cidades inteligentes

Sempre que nos reunimos com os responsáveis nas instituições ligadas ao governo e prefeituras, percebemos as infinitas possibilidades de resolução dos principais problemas que a gestão enfrenta no dia-a-dia da população.

Estamos cada vez mais antenados com esses problemas e junto com parceiros, estamos desenvolvendo algumas soluções que em breve estarão disponíveis e acessíveis à todos. Veja aqui algumas das soluções que estão em desenvolvimento com nossos parceiros.

A Phygitall está conectada com o futuro desta tendência tecnológica e está ajudando a construir, não só a infraestrutura necessária para essas aplicações, mas todo um ecossistema de empreendedores e startups interessadas em desenvolver soluções em Internet das Coisas no Rio de Janeiro.

Acompanhe-nos nas redes sociais e através do nosso blog, e confira tudo o que a Internet das Coisas poderá oferecer para startups, empreendedores, desenvolvedores e pessoas de tecnologia em geral.

Curta nossa Fan Page no Facebook e compartilhe nosso conteúdo!

Fonte: Equipe de Comunicação Phygitall – Soluções em Internet das Coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *